O que é o arco vulcânico da América Central?

Um arco vulcânico é uma cadeia de características vulcânicas que formam uma forma de arco e normalmente se formam acima de uma placa tectônica que sofreu subjugação. Durante a subjugação, uma placa tectônica se move sob outra placa dentro de uma zona de subjugação. Os arcos vulcânicos são normalmente curvados porque são adjacentes às zonas de subjugação que são curvas. As zonas de subjugação são recursos de compressão formados em uma superfície convexa, assumindo assim a natureza curva da Terra. O Arco Vulcânico da América Central, geralmente abreviado como CAVA, é uma série de vulcões que se estendem da Guatemala ao norte do Panamá, seguindo paralelamente à costa do Pacífico. O CAVA corre ao longo da fronteira oeste da placa tectônica do Caribe, que é uma zona de subjugação ativa.

Localização da CAVA

A cadeia CAVA corre paralela à costa do Pacífico da estreita faixa de terra da América Central com água em ambos os lados da Guatemala, passando por El Salvador, depois por Honduras, Nicarágua, Costa Rica e terminando no norte do Panamá. O arco inteiro se estende por uma distância de 930 milhas. CAVA encontra-se em uma zona de subjugação que faz fronteira com a placa do Caribe ao longo de sua fronteira ocidental.

Formações vulcânicas ao longo da CAVA

CAVA tem centenas de características vulcânicas, incluindo domos de lava, cones de cinza e estratovulcões. Um bom número dessas características vulcânicas ainda está ativo com várias explosões explosivas registradas. Por exemplo, em 1902, o vulcão Santa Maria nas terras altas ocidentais da Guatemala registrou erupções do Índice de Explosivos Vulcânicos 6. Outros vulcões ativos nessa região são Irazú, Poás Arenal e Turrialba da Costa Rica, San Cristóbal, Concepción e Cerro Negro da Nicarágua Pacaya, Santiaguito e Fuego, na Guatemala, e San Miguel, Izalco e Santa Ana, em El Salvador. A Guatemala possui os vulcões mais altos da CAVA, como o Volcán Tacaná e o Tajumulco, ambos situados a mais de 4374, 45 jardas.

Monitoramento de atividades vulcânicas dentro da CAVA

Devido ao número de vulcões ativos na CAVA, diferentes agências governamentais, observatórios e universidades monitoram constantemente o vulcanismo nesta região. A maioria desses observadores é membro da Organização Mundial de Observatórios de Vulcões (WOVO).

México

No México, o Observatório Vulcanológico da Universidade de Colima monitora o Volcan de Colima. Quatro observadores, o Centro Nacional de Prevenção de Desastres (CENAPRED), o Instituto de Geofisica, o Observatório do Vulcão Popocatepetl (POVO) e a Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM) monitoram conjuntamente o Popocatepetl.

Guatemala

O Instituto Simologia, a Vulcanologia, a Meteorologia e a Hidrologia (INSIVUMEH) e a Coordenação Nacional para a Redução de Desastres (CONRED) monitoram conjuntamente o Santiaguito, enquanto este também monitora as atividades vulcânicas do Fuego e do Pacaya.

E Salvador

Em El Salvador, quatro Instituições, o Instituto de Ciências da Terra, a Universidade de El Salvador (UES), o Serviço Nacional de Estudos Territoriais (SNET) e o Ministério de Meio Ambiente Recursos Naturais monitoram San Miguel, Izalco, Santa Ana, San Salvador, San Vincente e Ilopango. A UES é especializada em monitoramento geoquímico.

Nicarágua

Somente o Instituto Nicaraguense de Estudos Territoriais (INETER) lidera o monitoramento de San Cristóbal, Telica, Cerro Negro, Momotombo, Masaya e Volcán Concepción.

Costa Rica

Finalmente, na Costa Rica, o Observatório Vulcânico e Sismológico da Costa Rica (OVSICORI), o Instituto Costarriquenho de Eletricidade (ICE), a Oficina de Sismologia e Vulcanologia (OSV) e o Observatório Sismológico e Vulcanológico de Arenal e Miravalles (OSIVAM) monitoram Rincon de la Vieja, Arenal, Miravalles, Poás, Irazú e Turrialba.

Detecção Remota por Satélite

A tecnologia de satélites de diferentes agências como a NASA contribui muito para o monitoramento de todas as atividades da CAVA. Os dados coletados pelos satélites fornecem detalhes sobre mudanças de temperatura, saída de gás e topografia. As imagens dos satélites são geralmente gratuitas, exceto as poucas vendidas por um preço baixo.

Recomendado

Top 12 exportadores de iogurte e leite cultivado
2019
Quem foi o primeiro presidente a morrer no escritório?
2019
Cidades com as redes de transporte público mais caras do mundo
2019