O que é uma cidade patrimônio mundial?

As cidades do Patrimônio Mundial abrigam os locais do Patrimônio Mundial da UNESCO. 250 dessas cidades são membros da Organização das Cidades Patrimônio da Humanidade. A Organização tem sua sede na cidade de Quebec, no Canadá. As 250 cidades-membros da Organização possuem uma população de mais de 130 milhões coletivamente.

História

O primeiro Simpósio Internacional de Cidades Patrimônio da Humanidade foi realizado em 1991 na cidade de Quebec. Um total de 41 cidades participaram do simpósio e aprovaram a Declaração da Cidade de Québec, que declarava a intenção de estabelecer uma rede de Cidades Patrimônio da Humanidade. A Organização das Cidades Patrimônio da Humanidade foi criada em Fez, no Marrocos, em 1993. Havia 56 cidades envolvidas na aprovação da estrutura da Organização e elegeram o Secretário-Geral e o Conselho de Diretores. As cidades-membro convocam uma reunião a cada dois anos desde então. Várias cidades abrigaram os simpósios da Organização, incluindo Bergen, na Noruega, Puebla, no México, Cusco, no Peru, e Sintra, em Portugal.

Organização

Para uma cidade se tornar membro da Organização, ela deve atender a duas condições. Tem que ter um tecido urbano vivo de interesse contemporâneo ou histórico. O valor universal único da cidade deveria ter sido identificado pela UNESCO e ganhou um lugar na Lista do Patrimônio Mundial. A cidade também deve aderir aos valores da Organização. A principal autoridade da Organização é a Assembléia Geral, onde os prefeitos representam as cidades membros. Uma cidade membro deve pagar a taxa de filiação anual para participar da Assembléia Geral que se reúne a cada dois anos. A Assembléia dirige as atividades da Organização, discute várias questões, adota o programa de trabalho da Organização e orienta a política financeira. A Assembléia Geral é obrigada a eleger o Conselho de Administração, que reúne oito prefeitos que se reúnem pelo menos uma vez por ano. O Conselho de Administração elege o Presidente da Organização dentre os conselheiros. A Secretaria Geral é presidida pelo Secretário Geral, que recebe sua indicação da Assembléia Geral. A Secretaria-Geral divide-se em sete secretarias regionais que atuam como elo entre os Estados membros de uma região específica e a Secretaria-Geral.

Objetivos

A Organização incentiva a implementação da Convenção do Patrimônio Mundial de 1972 adotada pela UNESCO. Agita pela cooperação e intercâmbio de conhecimentos e informações entre seus membros, tanto em nível regional quanto internacional. A Organização capacita seus membros a adotar e melhorar os métodos de gestão em relação aos critérios específicos exigidos para ter um local reconhecido pela UNESCO como um patrimônio. Além disso, trabalha com organizações que visam objetivos semelhantes e facilita um senso de solidariedade entre o conjunto de estados membros.

Exemplos de cidades do patrimônio mundial

A cidade de Lamu, no Quênia, remonta ao século XII. É o lar de vários marcos históricos, como o Lamu Fort e o German Post Office. A arquitetura da cidade apresenta ruas estreitas e sinuosas que são uma fusão de influências persas, africanas, indianas e árabes. Na Síria, a cidade de Aleppo é reconhecida como uma das mais antigas povoações continuamente habitadas do mundo. Tendo sido estabelecido em 5000 aC, Alepo tem uma história rica e longa. A cidade de Kyoto, no Japão, serviu como a capital imperial do Japão por mais de 1.000 anos. Os numerosos monumentos históricos de Quioto apresentam santuários xintoístas, templos budistas e um castelo. A cidade de Bergen na Noruega pode ter sido habitada já nos anos 1020. É o lar de Bryggen, que é um antigo cais famoso por seus antigos assentamentos de longas casas nas docas e passagens estreitas.

Recomendado

Palácio de Verão - Patrimônio Mundial da UNESCO na China
2019
O Mar Morto é um lago ou um mar?
2019
Qual é a religião Ryukyuan?
2019