O que são agentes de socialização?

Quando nascem filhos humanos, eles nada sabem da sociedade em que nascem. A socialização é o processo pelo qual os indivíduos adquirem cultura para assimilar na sociedade. A socialização é contínua e acontece em todas as fases da vida de uma pessoa. Uma pessoa se familiariza com a linguagem, normas, valores, papéis, costumes e atitudes. Através do processo de socialização, uma pessoa forma sua personalidade e senso de si. A socialização bem sucedida se manifesta como uma uniformidade dentro de uma sociedade particular. Os governos, por exemplo, tendem a padronizar a educação para nutrir os legisladores e controlar potenciais radicais. Em qualquer sociedade, existem indivíduos que, por não internalizarem os valores da sociedade, não estão em conformidade com os padrões estabelecidos. Existem várias fontes de socialização chamadas agentes familiares, pares, escolas e meios de comunicação de massa.

Família

A família representa o primeiro empate emocional de uma criança e é, de longe, o agente mais significativo do processo de socialização. Os bebês são totalmente dependentes de outras pessoas para sobreviver, e os pais assumem o papel de orientá-los para poder cuidar de si mesmos. Os pais ou responsáveis ​​fornecem às crianças seu sistema inicial de crenças, normas e valores, e o sistema baseia-se em sua comunidade étnica, status social e religião, entre outros fatores. O sistema que os pais inculcam nas crianças normalmente tem um efeito profundo ao longo das suas vidas. A classe social foi identificada como um fator crítico no processo de socialização. Melvin Kohn (1965, 1977) expôs as razões pelas quais pais médios e trabalhadores socializavam seus filhos de maneiras diferentes. Os pais da classe trabalhadora possuem menos educação e realizam tarefas de trabalho mais repetitivas, com pouca autonomia, e, portanto, a obediência é uma virtude necessária, e passam isso para a outra geração. Os pais da classe média, por outro lado, mantêm empregos de colarinho branco, onde a criatividade e o pensamento independente são encorajados e transmitem esses valores a seus filhos.

Escolas

A maioria das crianças está matriculada em escolas com o objetivo principal de adquirir educação. As instituições socializam as crianças de várias maneiras. Primeiro, as crianças são instruídas em um currículo formal, um sistema informalmente conhecido como leitura, escrita e aritmética. Os professores representam as figuras de autoridade da escola e reforçam continuamente os valores escolares e outras práticas estabelecidas para inculcar a obediência. Os sociólogos nomearam esse sistema de impor valores sociais às crianças como o currículo oculto. Quando as crianças são agrupadas para participar de um projeto, por exemplo, elas aprendem a importância do trabalho em equipe e da cooperação. O papel do currículo oculto é moldar as crianças para o mundo adulto. As crianças aprendem a administrar expectativas, regulamentos, burocracia e ficar paradas por várias horas. A maneira como as escolas socializam os alunos difere de cultura para cultura.

Pares

Os grupos de pares são compostos por companheiros de idade e as crianças que compartilham um status semelhante. Os grupos de pares permitem que as crianças formem laços em seus termos e aprendem umas com as outras sem uma figura de autoridade presente. A socialização do grupo de pares começa nos anos de formação de uma criança, como quando as crianças que brincam em um recreio aprendem o aspecto de se revezar. O círculo de pares inicial de uma criança pode ser acidental, como, por meio de ingressar em uma turma, mas eles se tornam intencionais na escolha de pares à medida que amadurecem. Quando se aproxima da adolescência, os centros de grupos de pares em torno de interesses, atividades e status semelhantes. Um grupo de pares impacta na escolha de uma pessoa por coisas como tendências da moda, aparência, relacionamentos, música, drogas e uso de drogas, sexo e tecnologia. Os colegas confiam uns nos outros para companheirismo, apoio emocional e diversão. No entanto, os círculos de pares estão associados negativamente à pressão dos pares. Essa situação ocorre quando um grupo de colegas encoraja um indivíduo a violar valores sociais. A influência dos pares diminui à medida que a pessoa atinge seus 20 e 30 anos, especialmente se eles começam uma família. Essa influência não diminui quando os casais, particularmente os que têm filhos pequenos, se encontram e se socializam.

Mídia de Massa

Os aspectos da mídia de massa incluem programas de televisão, revistas, rádio, sites, músicas e filmes. Esses aspectos demonstraram influenciar as preferências de um indivíduo na cultura popular. Os sociólogos concordam que a extensão da influência dos meios de comunicação de massa é difícil de medir. A mídia de massa transmite informações impessoais em uma direção unidirecional para um público-alvo passivo. Os comerciais influenciam significativamente nossas escolhas de produtos de varejo, como roupas, alimentos e utensílios domésticos. A mídia é sempre criticada por expor crianças e jovens adultos a cenários negativos. No mundo de hoje, a criança comum absorve milhares de atos violentos mostrados na televisão antes de atingir a idade adulta. Vários estudos relatam uma forte correlação entre assistir a filmes e programas violentos e cometer atos violentos, embora assistir a tais programas nem sempre resulte em violência. Os acadêmicos estão continuamente envolvidos em um debate sobre a ligação entre a violência na mídia e a violência perpetrada pelos jovens. A correlação percebida desencadeou chamadas de grupos sociais para a censura e até mesmo a proibição de atos particulares de violência. Os meios de comunicação de massa capacitam seu público, dando-lhes informações mais amplas, não apenas sobre seu território particular de residência, mas também sobre o mundo inteiro.

Recomendado

As sete espécies de tartarugas marinhas que vivem nos oceanos do nosso planeta
2019
Quem foi o quarto presidente dos Estados Unidos?
2019
O que significa o termo mar Mediterrâneo significa em oceanografia?
2019