Que tipo de governo tem a República do Congo?

A República do Congo é um dos países da África Central. Faz fronteira com o Gabão, Camarões, CAR e a RDC. O Congo, uma antiga colônia do Congo francês, alcançou a independência em 1960 tornando-se uma república. O Congo foi um estado de partido único entre 1970 e 1991 com a primeira eleição multipartidária realizada em 1992. Um governo que foi democraticamente eleito foi expulso em 1997 em uma guerra civil com o ex-presidente Denis Sassou Nguesso, restabelecendo-se como presidente para a segunda vez. Desde então, ele está no poder há 27 dos últimos 37 anos. A estabilidade política do Congo nos últimos anos e o desenvolvimento da energia hidrelétrica levaram a um relativo sucesso, apesar da instabilidade em algumas áreas.

Governo e política

O Congo tem sido um estado multipartidário desde 1992. No entanto, o Presidente Nguesso dominou o sistema multipartidário e não teve adversários sérios em todas as eleições presidenciais realizadas sob sua liderança. A política do país ocorre no contexto de uma república presidencialista com o presidente liderando tanto o estado quanto o governo. No entanto, após o referendo bem sucedido e a aprovação da nova constituição em 2015, que criou a posição do primeiro-ministro, o Congo é agora uma república semi-presidencial. Como a maioria das repúblicas democráticas, o governo da República do Congo tem três filiais; executivo, legislativo e judiciário.

O Poder Executivo Do Governo Do Congo

Após o referendo constitucional de 2015, a República do Congo tornou-se uma república semi-presidencial, com o presidente liderando o estado e o primeiro-ministro encarregado dos assuntos governamentais. O executivo é composto pelo presidente junto com o primeiro ministro e ministros. O presidente é eleito para um máximo de três mandatos de cinco anos. O primeiro ministro junto com os ministros é nomeado pelo presidente. O presidente também é responsável pelas relações internacionais e protege o país contra agressores externos. O primeiro ministro dirige todos os assuntos do governo e preside o Conselho de Ministros na ausência do presidente. O Conselho de Ministros é responsável por coordenar e dirigir os assuntos dos respectivos ministérios.

O Poder Legislativo do Governo do Congo

O poder legislativo é exercido pelo governo e pelos dois níveis do parlamento. O parlamento é bicameral, composto pelas casas baixa e alta, conhecidas como Assembléia Nacional e Senado, respectivamente. Os membros da Assembléia Nacional são eleitos para um mandato de cinco anos. O Senado tem 203 membros eleitos para um mandato de seis anos com 137 membros eleitos diretamente no círculo eleitoral de um único membro, enquanto 66 membros são eleitos indiretamente pelo conselho regional do governo. As legislaturas são responsáveis ​​pela formulação de políticas e pela aprovação de algumas das decisões presidenciais, como a declaração de guerra.

O Poder Judiciário Do Governo Do Congo

O sistema judicial do Congo é independente do executivo e do legislativo. No entanto, o atual regime tem sido acusado de microgerenciar os tribunais apesar da independência do judiciário. A Suprema Corte, conhecida como Supremo Tribunal, é a mais alta corte do Congo. O parlamento elege os juízes que são então nomeados pelo presidente. Os juízes não têm limites de prazo. Há também tribunais tradicionais, especialmente nas áreas rurais, que são presididos pelos chefes e anciãos das aldeias.

Recomendado

Fatos interessantes sobre o Luxemburgo
2019
Os 10 rios mais longos da Pensilvânia
2019
Animais das Montanhas do Atlas
2019