Thomas Gainsborough - figuras ao longo da história

Thomas Gainsborough foi um pintor e retratista da paisagem britânica e é considerado um dos maiores retratistas do século XVIII. Erguendo-se de um fundo modesto como filho de um tecelão, Gainsborough é reconhecido como um dos artistas mais célebres da Grã-Bretanha. Ele é creditado como o criador da escola de paisagem britânica e foi um dos membros fundadores da Royal Academy of Arts.

5. Morte e Legado

Thomas Gainsborough morreu de câncer em 2 de agosto de 1788, aos 61 anos. Ele foi enterrado na igreja de St. Ann em Kew, Surrey, com base em seu pedido. Thomas Gainsborough e seu rival, Joshua Reynolds, são conhecidos por serem os mais famosos retratistas do século XVIII, e suas obras têm sido influentes no campo da retratista.

4. Desafios

Thomas Gainsborough teve uma rivalidade pública com o ex-amigo Joshua Reynolds, que foi presidente da Royal Academy. Essa rivalidade chegou ao ponto em que Gainsborough foi forçado a remover suas exposições da Royal Academy. A rivalidade também ficou evidente quando a família real nomeou Joshua Reynolds como pintor real às custas de Gainsborough.

3. Principais Contribuições

Devido a sua maior exposição através da exposição na Sociedade de Artes, Thomas Gainsborough foi contratado pela família real para criar retratos do rei George III e outros nobres. A obra mais famosa de Gainsborough é uma pintura conhecida como “O Menino Azul”, que é um retrato do filho de um rico comerciante local. Outra pintura significativa de Thomas Gainsborough é um retrato da senhora Frances Villebois, conhecida como “Miss Read”, que foi vendida em leilão em 2011 por mais de US $ 6 milhões.

2. Carreira

Enquanto em Londres, Thomas Gainsborough se apaixonou pela filha ilegítima do Duque de Beaufort, Margaret Burr, e os dois logo se casaram. Usando o dote que recebeu do nobre, Thomas (então com 20 anos) montou seu primeiro estúdio em Ipswich e começou a vender suas pinturas de paisagens. No entanto, Gainsborough logo percebeu que as paisagens não estavam em alta demanda e, em vez disso, concentrou seus esforços no retrato. Thomas mudou sua família para Bath, que tinha uma clientela mais sofisticada e começou a estudar retrato sob Sir Anthony van Dyck, e logo seu trabalho atraiu um grande número de clientes. A crescente reputação de Gainsborough permitiu que ele mostrasse seu trabalho em uma exposição na Sociedade de Artes (moderna Sociedade Real de Artes) em 1761.

1. Vida adiantada

Thomas Gainsborough nasceu em uma pequena cidade de Sudbury, em Suffolk. Sua data de nascimento exata não é conhecida, mas foi traçada até a primavera de 1727. Thomas Gainsborough era o filho mais novo de John Gainsborough, um tecelão local, e sua esposa, a irmã do reverendo Humphry Burroughs. Tomé foi batizado em 17 de maio de 1727 em uma igreja de Sudbury. Durante sua infância, ele expressou grande interesse em pintura e desenho, e fez um auto-retrato simples aos 10 anos de idade. A mãe de Gainsborough tinha uma queda por pintar flores e encorajou Thomas a aproveitar seu talento. O jovem Thomas deixou Sudbury em 1740 e viajou para Londres com a intenção de estudar arte. Em Londres, Thomas treinou sob a tutela de Hubert Gravelot, um gravador, e mais tarde se associou à Academia de William Hogarth em St. Martin's Lane. Thomas também trabalhou com Francis Hayman na Vauxhall Gardens, onde ajudou na decoração de caixas de jantar, bem como na decoração da Homas Coram Foundation for Children.

Recomendado

Quando Mamutes Woolly foram extintos?
2019
Estradas de gelo ao redor do mundo
2019
As empresas mais rentáveis ​​da Coreia do Sul
2019