Maiores Grupos Étnicos Em Uganda

Uganda é uma nação do leste da África que faz fronteira com o Quênia, Ruanda, Sudão do Sul, Tanzânia e República Democrática do Congo. Os primeiros habitantes da área eram caçadores-coletores. Este estilo de vida foi lentamente substituído pela chegada dos povos de língua bantu entre 1.700 e 2.300 anos atrás. Hoje, a população de Uganda é de aproximadamente 37, 8 milhões e é composta por vários grupos étnicos. Alguns dos maiores desses grupos neste país são discutidos abaixo.

Maiores Grupos Étnicos em Uganda

Baganda

O maior grupo étnico em Uganda é o Baganda. As pessoas de Baganda originam 16, 9% da população. Os Baganda pertencem à família étnica Bantu e provavelmente se estabeleceram na área entre 1000 aC e 500 dC, com a migração Bantu para fora da África Ocidental. A língua tradicional deste grupo é o luganda, pertencente à família de línguas niger-congo. Culturalmente, eles praticam a descendência patrilinear. Várias linhagens relacionadas formam um clã. Hoje, há 52 clãs Baganda reconhecidos em Uganda. Quando os britânicos fizeram contato, descobriram que os Baganda eram altamente organizados com uma força militar significativa. Os britânicos fizeram do seu reino um protetorado e o rei Baganda lutou sem sucesso em 1897. A essa altura, o contato com os britânicos levara a uma diminuição da população e o Baganda passou de 3 milhões para apenas 1, 5 milhão. A fim de recuperar os custos da guerra, os britânicos cobraram impostos sobre o reino em 1900, mas também assinaram um tratado concordando com as exigências dos chefes, ou seja, dando-lhes autoridade sobre um grande território. Uganda ganhou a independência em 1962 e o novo governo dissolveu o reino de Baganda. Desde então, eles se reuniram sob o novo sistema de monarquia.

Banyankole

O segundo maior grupo étnico é o Banyankole, que representa 9, 5% da população. Os Banyankole residem principalmente na região sudoeste de Uganda. Eles tradicionalmente falam uma língua bantu chamada Runyankole. A principal atividade econômica do Banyankole é a criação de gado. Hoje, a maioria desses indivíduos pratica o cristianismo, embora a crença habitual nos espíritos ancestrais continue. Quando seu reino foi proibido em 1962, os Banyankole lutaram contra o novo governo independente. Quando o monarquismo foi restaurado em 1993, os Banyankole não estavam unidos em seu desejo de restabelecer o reino. Até hoje eles não resolveram suas diferenças.

Basoga

A etnia Basoga representa 8, 4% da população, o que os torna o terceiro maior grupo étnico. Sua língua tradicional é Soga, pertencente à família da língua Bantu. A terra era de propriedade de clãs e gerenciada pelo chefe do clã. A posse não poderia passar para outro clã Os Basoga, hoje, habitam a área a leste do reino de Baganda. Após o contato com os colonialistas britânicos no final de 1800, o Basoga sofreu uma perda significativa da população. A maior parte, no entanto, foi devido a um surto da doença do sono. Como resultado, entre 1900 e 1910, grande parte do reino foi evacuado. Aqueles que sobreviveram voltaram à área entre 1920 e 1930, embora outra epidemia tenha ocorrido na década de 1940. Isto foi seguido pela fome. O tamanho da população continuou a diminuir. Semelhante ao Baganda, quando as monarquias tribais foram mais uma vez legalizadas, os Basoga restabeleceram seu reino.

Outros grupos étnicos no Uganda podem ser encontrados na tabela abaixo.

Diversidade étnica

Como mencionado acima e ilustrado no gráfico abaixo, Uganda possui um alto grau de diversidade étnica. Na verdade, o país é um dos mais etnicamente diversificados do mundo. É o lar de mais de 40 grupos étnicos indígenas, cada um com sua própria cultura, idioma e costumes.

Maiores Grupos Étnicos Em Uganda

ClassificaçãoGrupo étnicoQuota da população ugandense contemporânea
1Baganda

16, 9%
2Banyankole

9, 5%
3Basoga

8, 4%
4Bakiga

6, 9%
5Iteso

6, 4%
6Langi

6, 1%
7Acholi

4, 7%
8Bagisu

4, 6%
9Lugbara

4, 2%

Outros grupos32, 3%

Recomendado

Top 12 exportadores de iogurte e leite cultivado
2019
Quem foi o primeiro presidente a morrer no escritório?
2019
Cidades com as redes de transporte público mais caras do mundo
2019